fbpx

Apoie nossos assistidos

Apoie nossa causa

Se você é um cidadão consciente de que não adianta somente reclamar e que temos que arregaçar as mangas; então ajude-nos a continuar com a causa.

Nos ajudando estaremos tirando do ambiente frio, de todo tipo de violência que existe nos quatro cantos.
E recolocando de volta à sociedade mulheres e suas famílias a se recuperarem com dignidade na vida novamente

Doar é um dos elos capazes de fortalecer a corrente do bem. Todo mundo pode dar algo de si e ganhar um bocado com isso. Incentive gestos solidários pois dar vale muito mais para quem recebe.

 

Empresa Investidora

Sua empresa pode usar leis de incentivo a favor da sociedade.

As empresas e pessoas físicas podem destinar parte do seu imposto para projetos culturais e sociais à sua escolha, ao invés de recolhê-la aos cofres públicos. As leis de incentivo baseiam-se no mecanismo de renúncia fiscal. Toda a receita obtida por doações, quer por meio das leis de incentivo ou por recursos próprios, é apoiado em projetos sociais e culturais nosso, participe a mudar o Brasil e nossas comunidades

Por que apoiar Projetos Sociais e Culturais?

É de extrema importância que a sociedade brasileira se solidarize apoiando projetos que julga importantes, por meio da renúncia e dedução fiscal, apadrinhamento ou via recursos não incentivados (próprios doação). O benefício é para a empresa, para os projetos e para toda a sociedade.

  • Pessoas físicas e empresas podem escolher, sem nenhum custo adicional, o destino do imposto a pagar.
  • A empresa tem como contrapartida* do investimento o reforço da imagem corporativa.
  • Além de exercer poder de influência nas políticas públicas, ajudando em causas sociais, as empresas fortalecem as iniciativas sociais e culturais.

 

Por que vale a pena incentivar em projetos sociais?

As empresas que se preocupam em patrocinar ações sociais e culturais tem o objetivo de fortalecer a imagem das suas marcas, entre outros motivos…

Patrocinar projetos é uma forma criada pelo Governo estimular instituições privadas e pessoas físicas a apoiarem esses programas. Em síntese, são leis que instituem políticas públicas de incentivo a ações culturais, esportivas e sociais, com o objetivo de fomentar projetos. Para que isso aconteça, o Governo “abre mão” de uma parte dos impostos que pagamos diariamente para destiná-la a realização dessas ações. Resumindo: uma parcela da receita arrecadada com os impostos é revertida para projetos e programas.

Mas como funciona?

Para as organizações que tem este tipo de ação, quando seu projeto é aprovado o órgão responsável autoriza a captar recursos junto a pessoas físicas e jurídicas para viabilizar o seu projeto. Já para quem incentiva essas ações tem como benefício a visibilidade para sua marca, mostrar que a sua empresa é engajada em causas sociais, sem fazer investimento e, ainda, colaborar com o crescimento do seu país.

O principal mecanismo de incentivo à cultura é a Lei Rouanet. Essa norma garante abatimento de até 100% do valor incentivado até o limite de 4% do Imposto de Renda devido pela Pessoa Jurídica e 6% pela Pessoa Física. Podem investir em projetos culturais aprovados pelo MinC (Ministério da Cultura), as empresas tributadas em lucro real, deduzindo até 4% do Imposto de Renda devido. No caso de Pessoa Física, contribuintes do IR, deduzem até 6%.

 

Propósito de vida

Se durante a infância lhe faltou amor e hoje você não ama intensamente sua família; se durante sua infância, lhe faltou apoio material, e hoje você não se esforça para oferecer aos seus filhos o conforto que lhe faltou quando criança; se quando criança você era muito doente, e hoje não cuida de sua saúde como quem cuida de um tesouro; então você ainda não entendeu seu propósito de vida.

Seu propósito de vida, neste caso, se resume a chorar menos, lamentar menos, resmungar menos, reclamar menos, esperar menos, e acreditar mais, agir mais, construir mais, oferecer mais.

AGENDE SUA CONSULTA